quarta-feira, 6 de maio de 2015

Resenha: "O Dom"

O que falar sobre essa série que eu só comprei porque amei as capas, mas no segundo livro já mora no meu coração? Sim, estou apaixonada pela série. James Patterson arrasa sempre. E dessa vez ele está em parceria com o autor Ned Rust.


Se você ainda não leu o primeiro livro, Bruxos e Bruxas, mas está interessado em iniciar a leitura, então tenho que te dizer para não continuar a ler essa resenha, porque talvez você se arrependa. Dessa vez não pegarei  leve nos spoilers, vou contar tudo... O que acontece em Bruxos e Bruxas. AHAHAH. Acharam mesmo que eu seria louca de contar alguma coisa além do necessário sobre o segundo livro? Vai ser difícil, mas vamos lá.



Bom, o mundo está um caos, ou talvez esteja apenas em uma Nova Ordem, liderada pelo Exército dos Únicos (os Únicos que se intitulam assim), mas quem manda mesmo na parada é o tal do O Único que é o Único. Um cara assustador, que põe medo até nos irmãos Whit e Wisty. Um casal de bruxos com um grande potencial em desenvolvimento.

No final do primeiro livro, Whit e Wisty ainda estão tentando dominar os seus poderes mágicos que mal sabiam que existiam. Eles estão procurando seus pais, que estão desaparecidos. E ao mesmo tempo, todo o mundo está caçando a família Allgood, vivos ou mortos.

Durante essa busca por seus pais, os irmãos conhecem um grupo de adolescentes que são considerados a Resistência. Adolescentes normais que estão sozinhos no mundo, mas que ainda possuem forças para tentar salvar outras crianças dessa nova sociedade estranha,

Whit e Wisty se juntam a essa causa. Eles são bem úteis com seus poderes, por mais que não saibam dominá-los completamente. Mal sabem eles que O Dom que eles tem, pode ser a derrota deles. Isso porque O Dom é exatamente o que O Único quer. Apesar de ser uma pessoa bem poderosa (ele pode controlar o ar, a água, a terra e as pessoas), ele acredita que ainda precisa dos poderes dos irmãos para controlar tudo. Assim não haverá mais resistência ou esperança.

Nesse livro os irmãos Allgood enfrentam muitas dificuldades e precisam ser fortes, inteligentes e corajosos para enfrentar tudo, e principalmente, enfrentar o futuro incerto. 

Eu gostaria de falar muito mais sobre o livro, mas aí seria muito spoilers e isso eu não posso dar. Afinal, eu quero que vocês fiquem tentados a ler essa série, a amar essa série e também, a dividir suas opiniões comigo. Eu adoro discutir sobre livros! AHAHAHA

O que posso dizer é: 
1º) Jamais se assuste com a quantidade de capítulos.
2º) Nada é tão fácil ou tão tranquilo quanto aparenta.
3º) Wisty e Whit sabem ter senso de humor, até mesmo quando estão de cara com a morte.

Viu como esse livro é incrível? Você pode se deparar com um pouco de tudo e até mesmo algumas risadas!


É nesse momento que eu fico feliz quando a editora mantém a capa do livro igual a original. AHAHAHHA