terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Resenha: "Ordem dos Arqueiros - Livro 01 - As ruínas de Gorlan"

Will é o nosso personagem principal, ele é um garoto "protegido" porque não possui pais e por isso vive no castelo do Barão Arald junto com outros colegas na mesma situação.

No Reino de Araluen, os protegidos tem que passar por uma celebração conhecida como "Dia da Escolha", nesse dia cada órfão se apresenta a um mestre do oficio e eles decidem se a pessoa está apta a ser um aprendiz.
Horace é o primeiro a se apresentar, ele quer ir para a Escola de Guerra e se tornar um guerreiro. Devido a sua forma física, Sir Rodney o escolhe como aprendiz.

Depois é a vez de Alyss, ela quer ser uma diplomata e é aceita pela lady Pauline para o Serviço Diplomático.
George deseja ser advogado e portanto é aceito pela Escola de Escribas.
Jenny quer ser uma cozinheira e se candidata como aprendiz do Mestre Chubb. É aceita após descerver com perfeição como se prepara um prato de torta de peru.
E quando chegou a vez de Will, as coisas ficaram complicadas, porque nenhum Mestre do Ofício o tomou como aprendiz, até que Halt, o arqueiro do Reino entregou um bilhete ao Barão Arald que fez com que o destino de Will fosse adiado até o dia seguinte. Preciso informar que quem não fosse escolhido por uma das escolas, iria para as fazendas, coisas que ninguém gostaria.
Will ficou muito curioso com o que havia no bilhete. Ao contrário do que todos achavam, Will tinha muitas qualidade. Ele sabia escalar objetos bem altos e ser bastante silencioso e discreto. Então ele escalou a torre que levava até o escritório do barão para saber o que tinha naquele bilhete. Ao chega no escritório, Will foi surpreendido por Halt, que o levou até o Barão. O interessante é que tanto Halt quanto o Barão estavam esperando essa atitude de Will, afinal, isso era um teste que aprovou Will como aprendiz de Halt.
Enquanto cada aprendiz treinava com seu Mestre de Oficio, as forças do mal se aproximavam. Morgarath, senhor das Montanhas da Chuva e da Noite, ex-barão de Gorlan queria vingança. Há 15 anos ele fora derrotado, mas com seu exercito de Wargals e seus temidos Kalkaras, ele estavam de volta e trama sua grande vingança.
A partir daqui, qualquer coisa dita seria spoiler. O que esse livro significou pra mim? Bom, ele é um infanto-juvenil, mas é muito bem escrito, bem elaborado e envolvente. É o tipo de livro que se fica empolgado em ler, mesmo que os atuais 12 livros e um possivel 13º dê uma canseira, vale muito a pena lê-lo. Eu gostei muito e recomendo.