sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Resenha: "A verdade sobre o caso Harry Quebert"

“- Eu gostaria de lhe ensinar a escrever, Marcus, não para que você saiba escrever, mas para que se torne um escritor. Porque escrever livros não é nada: todo mundo sabe escrever, mas nem todo mundo é escritor.
- E como vou saber que sou um escritor, Harry?
- Ninguém sabe que é um escritor. São os outros que nos dizem isso.”

O autor Joel Dicker escreve um livro sobre um autor, chamado Marcus Goldman, que está em seu momento de bloqueio mental.
Ele havia escrito um livro que fez bastante sucesso. Seu primeiro livro. Entretanto, meses se passaram e ele ainda não havia escrito nem um rascunho do próximo livro. A editora o pressionava, já que haviam fechado um contrato em que Marcus teria um ano para entregar mais um livro. O prazo estava quase acabando e nada do que Marcus escrevia parecia ser bom o bastante.


É então que ele pede a ajuda a seu tutor da Universidade. O conceituado autor do livro “A origem do mal”, Harry Quebert.
Harry aconselha Marcus a visita-lo, na pacata cidade litorânea de Aurora, e lá encontrar alguma inspiração para seu próximo romance.
Mas por trás do senhor culto, ativo e idolatrado por Marcus, há um homem que esconde um segredo. Ele esconde seu coração entro de uma caixa, desde 1975.
Aos 34 anos de idade, Harry se apaixonou por Nola Kellergan, uma jovem de 15 anos. Esse romance proibido acabou em 1975, ano de lançamento do grande sucesso de Harry, e o mesmo ano que Nola desapareceu. Marcus descobriu toda essa história de amor ao encontrar uma caixinha no escritório do amigo, onde continham as fotos dele com Nola, além de cartas.
Harry fez Marcus jurar que jamais contava nada a ninguém. Nola desapareceu sem deixar rastros, entretanto, logo antes de seu desaparecimento, uma vizinha havia denunciado à polícia que a viu correndo ensanguentada pela mata.
Em Aurora, Marcus não conseguiu a inspiração que tanto necessitava para escrever seu romance. Voltou para casa e logo depois teve uma surpresa. Harry estava sendo acusado do assassinato de uma jovem de 15 anos, chamado Nola Kellergan. O corpo da menina fora encontrado pelos jardineiros no jardim da casa do próprio Harry Quebert.
Era dever de Marcus, junto com o advogado, ajudar Harry.

“Doug, há um episodio em minha vida que nunca lhe contei... Quando terminei o colégio, com certeza eu teria me dado mal. E então conheci Harry ... Ele de certa forma salvou a minha vida. Tenho uma dívida com ele... Sem ele, nunca teria me tornado o escritor que sou. Isso aconteceu em Burrows, Massachusetts, em 1998. Devo tudo a ele.”
A mulher que havia avisado a policia que viu Nola correndo de alguém na floresta, se chamava Deborah Cooper e logo depois de sua ligação para a polícia, ela foi encontrada morta em sua própria casa.
Na época do crime, a polícia de Aurora suspeitava de Harry e agora, que o corpo foi encontrado na residência dele, Harry precisará de bastante ajuda.
“Está tentando me fazer falar de amor, Marcus, mas o amor é algo complicado, muito complicado. É ao mesmo tempo a coisa mais extraordinária e a pior que pode acontecer. Você descobrirá isso um dia. O amor pode machucar muito. Mas nem por isso deve ter medo de cair, muito menos de cair de amores, pois o amor, embora muito bonito, é igual a todas as outras coisas bonitas, nos deixa deslumbrados e ofusca nossos olhos. É por isso que  costumamos chorar quando chega ao fim.”

Marcus decide abrir uma investigação por conta própria. Ele precisa provar a inocência do seu mentor, mas alguém não o quer investigando. A primeira mensagem que ele recebe dizendo “Volte para casa, Goldman” demonstra bem isso. Mas Marcus não volta atrás, com uma dica do policia Percy Gahalowood, ele continua sua investigação.

“- Os bons policiais não se interessa pelo assassino... E sim pela vítima. É sobra a vitima que você deve interrogar. Deve começar pelo inicio, por antes do assassinato. Não pelo fim. Você perde o foco ao se concentrar no assassinato. Deve interrogar-se sobre quem era a vitima... Pergunte-se quem era Nola Kellergan..."

Empenhado em ajudar o amigo, Marcus fazia várias perguntas a muitas pessoas de Aurora, sobre o que aconteceu no verão de 1975. Com a ajuda de Harry, Marcus juntava as peças desse quebra-cabeças oculto a mais de 30 anos. Um mistério envolvendo a pacata cidade de Aurora. Quem poderia ter matado a jovem Nola e enterrá-la ao lado da casa do escritor nova iorquino ? Será a mesma pessoa que quer a todo custo fazer com que Marcus volta para casa? Várias recordações são tiradas do túmulo, e a quantidade de suspeitos aumenta. E a maior pergunta de todas, quem é Nola?

“É a história de pais que não querem enxergar a verdade sobre seus filhos.
É a história de um rico herdeiro que, em seus anos de juventude, com um pé na delinquência, destruiu sonhos de um jovem e, desde então, vive atormentado pelo que fez.
É a historia de um homem que sonha tornar-se um grande escritor e deixa-se lentamente consumir pela ambição.”


Apesar da grande quantidade de páginas, “A verdade sobre o caso Harry Quebert” é um dos melhores livros que li este ano, Não queria para de ler até descobrir o que aconteceu com Nola. Ele é um livro que te prende do inicio ao fim, e descobrimos como o amor poder forte, independente da idade.