sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Resenha: "Cidade das Almas Perdidas"

“Estavam lutando sobre o lago congelado, a cidade de gelo brilhante como uma lâmpada a distância. O anjo de asas douradas e o anjo de asas que pareciam fogo negro. Clary se encontrava no gelo enquanto sangue e penas caiam ao seu redor. As penas douradas ardiam como fogo quando tocavam sua pele, mas as negras eram frias como gelo.”

Jace sumiu e Jonathan Morgenstern (vulgo Sebastian) também. E isso deixa todos preocupados, até mesmo a Clave. Não preocupados com Jace, mas com Sebastian, que como filho de Valentim e tendo sangue de demônio nas veias, é um adversário mais que perigoso.

Mas enquanto a Clave está mais preocupada com Sebastian, Clary, Isabelle, Alec, Simon, Magnus, Maia e Jordan estão em busca do paradeiro de Jace.
Desesperada, Clary pede ajuda a Rainha Seelie, mesmo não confiando nela. Para ajudar Clary, a Rainha pede em troca um par de anéis de fada que estão no Instituto. Esses anéis permitem que as pessoas que os usam, se comuniquem por pensamento.

No momento que tenta roubá-los do Instituto, Jace e Sebastian aparece, eles estão a procura de um livro sobre demônios, no Instituto. Mas o que eles fazem juntos? Por que eles estão agindo como se fossem amigos desde crianças? O que está acontecendo? Jace e Sebastian vão embora sem encontrar com Clary, mas eles retornam. No meio da noite, Clary recebe a visita de Jace. Ele veio para busca-la e conta que Sebastian está vivo porque agora ele é ligado a Jace. O feitiço de Lilith deu certo, e quem ferir Sebastian, fere Jace também. E não apenas isso, Jace é controlado por Sebastian, por isso que ele não o odeia, já que Jace faz e sente tudo o que Sebastian quer. E eles tem um plano, algo grandioso, e Jace veio buscar Clary para participarem juntos desse plano.
Infelizmente a busca por Clary não deu certo. Jocelyn ao descobrir Sebastian em sua casa o atacou, o ferindo e ferindo também a Jace, devido a ligação que eles compartilhavam.

“- Se fosse uma mãe de verdade. – falou – uma boa mãe, saberia que eu estava vivo. Certa vez, um homem disse que as mães carregam as chaves das nossas almas consigo por toda a nossa vida. Mas você jogou a minha fora.”

Luke também ameaçou ferir Sebastian, mas este não foi piedoso e feriu Luke gravemente. Ambos foram embora, mas com a promessa de retornar para buscar Clary.
E dessa vez, Clary teria um plano, mais um dos seus suicidas e mal pensados planos, mas que como sempre, contava com a ajuda de Simon.

“- Faria quase qualquer coisa por você. – respondeu Simon, baixinho. – Morreria por você. Sabe disso. Mas mataria alguém, algum inocente ? E que tal muitas vidas inocentes? E o mundo todo? É realmente amor se chega ao ponto de precisar escolher entre a pessoa amada e todas as outras vidas do planeta, e escolher a pessoa? Isso é... não sei, isso sequer é um tipo de amor moral?”

Quando Jace vier busca-la, ela irá com ele, descobrirá os planos de Sebastian, e usará os anéis para manter contato com Simon.
E, escondido de sua mãe, ela vai com Jace e acaba descobrindo porque nenhum feitiço de rastreamento vinha dando certo. Sebastian tem uma casa, que era de Valentim, que está perdido entre as dimensões, ela não pode ser localizada, e só há uma porta de acesso, e essa porta pode leva-lo a qualquer lugar que queira.
Sebastian não está confiante de que Clary esteja do lado deles, e é por isso eu ele não vai contar seus planos tão facilmente assim. Mas a sua maneira, ele se mostra arrependido, mostra que os planos do pai não são os mesmos que os dele e que ele e Clary são bem parecidos de alguma maneira.
Mas enquanto Clary tenta descobrir os planos de Sebastian, os outros estão procurando uma maneira de destruir a ligação entre Sebastian e Jace. Será que eles conseguem?
Uma guerra se aproxima. O importante é descobrir quais serão os passos do inimigo antes que seja tarde demais.

“- Tive um sonho. – disse Magnus, com os olhos distantes. – Vi uma cidade toda de sangue, com torres feitas de ossos, e sangue como água pelas ruas. Talvez você possa salvar Jace, Diurno, mas não poderá salvar o mundo. A escuridão está a caminho. “Uma terra de escuridão, como a própria escuridão; e da sombra da morte, sem qualquer ordem, e onde a luz é como a escuridão.” Se não fosse por Alec, eu sairia daqui.”

Bom, o que eu tenho para dizer sobre esse livro? Cassandra Clare manda! Como padrão a primeira parte do livro é chata. Quando chega na metade dá uma melhorada. E o final é impactante, surpreendente e te deixa com vontade de ler mais e mais.