domingo, 26 de outubro de 2014

Resenha: "Cabra Cega"


Você já ouviu falar da autora Sheila Ribeiro Mendonça? Então você não sabe o que está perdendo. Esta autora tem muito a te surpreender e uma forma disso, é com o livro “Cabra Cega”.
Devo admitir, que como muitas outras pessoas, tive preconceitos com relação ao livro, pelo simples fato de ele não ser muito conhecido. Que bom, que esse preconceito acabou. O livro é bom.

“Cabra Cega” conta a história de Gustavo, o homem quase perfeito, um médico de boa aparência, educado, romântico e endinheirado. Pena, que ele era quase perfeito, seus maiores defeitos, eram o egoísmo e o ciúme . Pena que Clara foi a ultima a perceber isso.
Gustavo era um homem possessivo. Não queria que Clara tivesse contato com ninguém, nem com amigos, ex-namorado ou a própria família. Para ele, a vida de casado era feito apenas entre ele e sua mulher, sem nenhuma outra interferência.
Para isso, ele levou Clara para Minas Gerais, deixando-a longe de amigas e família. Mas isso não foi o suficiente para ele. Clara continuava conversando com vizinhos e de vez em quando encontrava com algumas amigas e amigos, e isso deixava Gustavo ainda mais possessivo e furioso.
Até que foram para o Rio de Janeiro. Sem contato com vizinhos, sem telefone, sem internet, sem poder trabalhar, sem poder estudar. Clara era uma prisioneira em sua própria casa e seu amor por Gustavo estava acabando. O medo a fazia ser submissa e estar a mercê das vontades de Gustavo.
A sorte é que sua família nunca desistiu dela. E Clara era uma mulher de fibra. Seu medo não comandaria a sua vida.
O interessante desse livro, é que ele é composto de uma surpresa após a outra. Composto de uma linguagem simples e compreensiva, “Cabra Cega” é um livro que ninguém se arrepende de ler.