domingo, 25 de maio de 2014

Resenha: "A filha da minha mãe e eu"

Por Nathalia Lopes

Eu curto muitíssimo literatura nacional, mas sou acostumada a ler os clássicos, tipo José de Alencar e Machado de Assis. Dessa vez resolvi mudar. O livro "A filha da minha mãe e eu" é escrito pela autora brasileira Maria Fernanda Guerreiro e tem como tema principal, aceitação entre mãe e filha, fora um monte de coisas que acontecem no cotidiano de uma família, então lá vamos nós contar alguns spoilers.

Mariana e sua mãe Helena nunca se deram muito bem. Mariana sempre achou que sua mãe dava muito mais atenção para seu irmão Gustavo do que para ela, e por isso ela se sentia pouca amada em comparação ao seu irmão e como consequência, ela era muito mais apegada a seu pai, o que deixava sua mãe completamente enciumada.
Aconteceu que Dona Helena não é exatamente uma mãe ruim, só que ela nunca teve uma mãe como referencia para poder ser mãe também, fora que ela teve uma infância bem pobre no interior e se casou muito cedo.
o motivo pelo qual Dona Helena não teve mãe é um história muito trite e que você precisa ler o livro para entender o porque dela não conseguir ser uma "boa mãe" com Mariana e o motivo dela dar muito mais atenção para seu irmão Gustavo.
E os anos vão se passando e muitas outras coisas vão acontecendo. Gustavo resolve estudar oceanografia na Austrália e seus pais se separam. Para não abandonar sua mãe, Mariana resolva morar com Dona Helena, mas as duas sozinhas em casa só pareciam ainda mais estranhas, até que uma sucessão de acontecimentos vão fazendo com que a família fique cada vez mais unida.
Eu gostaria muito de contar cada detalhe desse livro, mas não acho justo, qualquer coisa que eu disser pode contar muito sobre ele. Eu recomendo a leitura desse livro. É um livro sobre aprendizado, sobre conhecimento, cumplicidade e sobre a vida como ela é.
Por favor pessoal, não tenham preconceito só porque é literatura nacional, aqui também exitem muitos livros bons, deem uma chance para eles também.
Eu mesma me surpreendi muito com esse livro, eles tem uma linguagem agradável e muitas coisas vão acontecendo, não pe um livro "parado", é apenas um livro verdadeiro, sobre pessoas enfrentando a realidade e os problemas e se mantendo em família.
Adorei muito. Obrigada Maria Fernanda Guerreiro.