domingo, 1 de março de 2015

Resenha: "A ruiva misteriosa"

Sabe aquele livro que você acha a capa bonita, o título interessante e então, quando você lê, a história é ótima? Pra mim esse livro se chama a A Ruiva Misteriosa.

"- Quer saber um segredo?
- Qual, querida? - perguntou ele, tascando uma série de beijos gentis pela minha mandíbula.
- Não é muito segredo, mas quero que você saiba... - comecei, mas ele me interrompeu.
- Ei, se você for dizer o que acho que você vai dizer... Espera, você vai falar aquilo? - perguntou ele, sorrindo para mim.
- Sim, sim, acho que sim. - sorri timidamente para ele.
- Bem, então acho que devíamos dizer ao mesmo tempo, certo? - sugeriu.
- Vamos contar até três? - perguntou ele. Ele acenou.
- Um... - comecei
- Dois... - disse ele, seus olhos brilhavam.
- Três... - dissemos juntos
Ambos pausamos, com enormes sorrisos, e depois dei um suspiro forte.
- Jack, eu te amo.
- Eu sei. - disse ele ao mesmo tempo
Besta...
- Besta! - disse, dando-lhe uma palmada no braço.
- Isso foi ótimo! - riu"

Grace Sheridan é uma atriz e cantora ruiva e com 33 anos. Ela acabou de se mudar para Los Angeles a fim de colocar em prática suas habilidades como atriz e cantora a muito tempo esquecido. Deixa eu explicar melhor, Grace fracassou após sair da faculdade, ela não aguentou a pressão e fugiu desse mundo dos espetáculos. Durante dez anos ela foi para sua cidade natal e trabalhava em casa, teve pouco contato com pessoas, principalmente homens, e engordou bastante. Mas teve uma pessoa que ela nunca se afastou, sua melhor amiga Holly, que morava em Los Angeles e gerenciava celebridades. Quando Grace tomou vergonha na cara para emagrecer e voltar para Los Angeles, ela foi morar com Holly, que agora agencia celebridades.
A amizade entre Holly e Grace é muito divertida, elas tem uma grande parceria e se xingam toda hora, mas estão sempre lá para apoiar uma a outra.
Um dia Holly decidiu fazer uma festa em sua casa. Grace havia bebido mais do que podia e foi assim que ela conheceu Jack Hamilton, um ator inglês de 24 anos que era conhecido como "cientista supersexy", ele interpretava o personagem principal de um filme baseado em um best-seller sobre um cientista que viaja no tempo. Todas as mulheres estavam doidas atrás dele, ele era como Robert Pattinson e Taylor Lautner juntos na época do lançamento de Crepúsculo,

"- Você está olhando para os meus seios? - perguntei, dando uma sacudida. Ele congelou e depois se matou de rir.
- Pois é, acho que estou olhando para seus seios. São seios bem bonitos, isso é verdade. E são meus. Você provavelmente não conseguirá tocar em muitos seios naturais aqui em Los Angeles, mas ainda há algumas de nós com a coisa legítima. - ri junto com ele.
- Eu também acho que você gosta que os homens olhem para eles. Se não, por que você colocaria brilhos neles? - declarou ele, finalmente me olhando nos olhos novamente, ainda rindo.
- Como assim brilhos? - olhei para as minhas meninas e percebi que realmente tinha um pouco de brilho. - Ah sim, confesso que coloquei, Passei um pouco de hidratante com brilho antes de me vestir hoje à noite.
- Uau, mulher realmente faz cada coisa estranha. Principalmente vocês, americanas. Tanto brilho e faíscas. Quem te disse que peitos deviam brilhar? Perdão, seios. - corrigiu ele.
- Você pode chamar de peitos, apesar de eu preferir seios. Também gosto de tetas. - disse com uma expressão séria.
- O que acha de travesseiros do amor? - ele contrapôs.
- Air-bags? - sugeri
- Hmmm, o que acha de melões? - perguntou ele, esforçando-se para não rir.
- Legal, mas não chega nem perto de mamadeiras. - consegui sair de perto antes de rir tão alto que todo o biscoito voasse pelo balcão inteiro. Ele se juntou, e eu comecei a despejar lágrimas pelo meu rosto quando começamos a limpar o biscoito da minha boca. Holly entrou naquele momento, nos olhou e começou a mexer sua cabela.
- Minha nossa, que diabos está acontecendo aqui ? Ah, deixa pra lá. Jack, suas garotas estão te procurando. Mas estão babando por toda a entrada. É hora de levá-las para casa. Grace, por que tem um monte de migalhas sobre o seu decote? - perguntou ela, observando meu peito coberto de biscoito de água e sal.
Nós dois começamos a rir novamente quando estiquei minha mão. 
- Jack, foi um prazer te conhecer. Espero que, na próxima vez, eu consiga me controlar um pouco mais. Aproveite seu ménage a trois. - disse com um sorriso malicioso. Este menino era ótimo e estava feliz por talvez ter feito um novo amigo. Ele segurou minha mão gentilmente, porém entusiasmado.
- Grace, foi muito interessante, é o mínimo que posso dizer. E seus seios brilhante são lindos. Aproveite sua ressaca. - ele apertou minha mão e riu novamente ao sair da cozinha, beijando Holly na bochecha enquanto ela o levava para a porta. "

Ah vai, com um primeiro encontro como esse, não poderia haver casal mais perfeito e engraçado. É óbvio que Grace Sheridan e Jack Hamilton ficariam juntos e com muito sexo e tesão rolando entre os dois. Só que há dois grandes problemas para a felicidade completa do casal. A primeira é que Grace tem 33 anos e Jack tem 24 e apesar dele não se importar muito com a diferença de idade, Grace se importa e isso acarreta o segundo problema, a mídia não poderia saber que o queridinho Jack Hamilton está namorando e principalmente uma mulher mais velha que ninguém conhece. Complicado, não?
Mas e daí? O livro é ótimo, eles dois são uma graça juntos e bem, tem bastante sexo nessas páginas, talvez até demais, mas é um livro muito bom e engraçado.