domingo, 29 de dezembro de 2013

Resenha: "Belo desastre"


Travis Maddox é um conhecido estudante da Universidade de Eastern, alto, músculos definidos, tatuagens e olhos castanhos, Travis tem uma fama de cafajeste e todas as meninas correm atrás dele.
Abigail Abernathy  é uma não muito conhecida estudante da mesma universidade, comportada e preocupada com os estudos, Abby veio do Kansas com sua melhor amiga, América.
América namora Shepley, primo de Travis. E então, em um dia, Shepley e América resolvem levar Abby a uma das lutas clandestinas da Universidade onde Travis tinha a grande fama de vencedor. E é então onde essa maravilhosa historia começa, Travis conhece Abby.
A forma como Travis se comportava e a sua fama levou Abby a não querer se aproximar de Travis, mas insistente do jeito que era, Travis não descansaria enquanto não conseguisse o que queria.
É óbvio que todos os estudantes diziam que Abby não deveria se envolver com Travis, já que ele tinha muitas mulheres e ela só seria mais uma. Entretanto, Abby tinha seus motivos para não se apaixonar por Travis.
Até que Travis e Abby revolveram fazer uma aposta. Se ele vencesse uma luta, sem levar nenhum golpe do adversário, Abby dormiria durante mês em seu apartamento que dividia com o primo. Se ele recebesse o golpe, deveria ficar um mês sem sexo. E é claro que Travis saiu dessa luta sem um arranhão.
E é a partir daí que tudo se desenrola, muitos altos e baixos, bastante ciúmes, brigas e relutância. Travis com seu jeito estourado e Abby carregando um segredo que a impede de fazer o que realmente deseja.
Travis é simplesmente o cara perfeito para se apaixonar. Belo desastre é um livro muito bom e tão simples, porque não foi preciso criaturas místicas, pessoas com superpoderes e um vilão para fazer dele um bom livro. É apenas um casal apaixonado e suas emoções.
Todo mundo precisa se apaixonar por Travis Maddox e depois não querer dividi-lo com ninguém.