quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Resenha: "Por isso a gente acabou"

"O dia está lindo, ensolarado e tudo mais. É daqueles dias em que você acha que tudo vai dar certo etc. Não era o dia para isso, nem para nós, que saímos de 5 de outubro a 12 de novembro. Mas já é dezembro e o céu está claro, assim como tudo agora está claro pra mim. Estou contando porque a gente acabou, Ed. Estou escrevendo, mesta carta, toda a verdade sobre o que aconteceu. E a verdade é que porra, eu te amei demais."

Escrito pelo autor Daniel Handler, que é o pseudônimo para Lemony Snicket e publicado em 2012 pela editora Companhia das Letras, com o titulo original "Why we broke up", o livro "Por isso a gente acabou " tem mais título do que enredo.


Confesso que nas leituras um pouco alternativas que escolhi para esse ano, ainda não encontrei o livro que fez meu coração se estilhaçar.


Bom, o que me chamou a atenção nesse livro foi o título, eu gostei bastante, e imaginei que teria uma  história bem pesada por trás dele. Infelizmente, não foi nada muito comovente, mas também não foi de total desperdício.

O livro conta a história de dois adolescentes, estudantes do colegial. Ed é o cara popular, o pegador, o cara que namora uma menina por vez, o cara que todo mundo conhece, o cara que os outros caras puxam saco, co-capitão do time de basquete do colégio. Min é a garota alternativa, aquela que não se exibe muito mas também não se apaga totalmente, tem seu próprio círculo de amizade e é fiel a ele, e junto com seu melhor amigo Al, os dois são imbatíveis quando o assunto é cinema e famosos.

Dois universos completamente diferentes. Dois universos que durante uma festa se encontraram, e que com apenas uma troca de números tudo começou.

Como são pessoas com gostos completamente opostos, ninguém colocava fé no relacionamento de Ed e Min. E porque colocariam? Ela é a garota "das artes" e ele é co-capitão do time de basquete. Mas a relação entre os dois demonstrou que ela não vivia da fé dos outros, mas apenas do amor que existia entre eles, até que tudo acabou.

O livro é narrado pela Min (apelido de Minerva) por meio de uma longa carta, onde ela vai apresentando objetos que guardou durante o relacionamento dos ois e que agora ela quer devolver a Ed, junto com  a carta, que é endereçada a ele. O legal é que há ilustrações dos objetos que Min deseja devolver e cada objeto tem a sua história.


Em resumo, foi menos do que eu esperava, mas também não foi uma total perda de tempo. Acho que esse livro não está na lista de favoritos de muitas pessoas, mas pode muito bem entrar na lista de "talvez."