domingo, 27 de abril de 2014

Resenha: “Luxúria"




É pessoal, Luxuria é um livro erótico, ele trata da experiência de uma mulher ao experimentar o sadomasoquismo e a submissão.
Dylan Ivory é uma autora de livros eróticos, e agora ela deseja escrever um livro que conte sobre o estilo sexual do sadomasoquismo, e para isso ela pesquisa e conversa com pessoas que entendem do assunto e é onde ela encontra Alec  Walker.
Alec é também um autor, apaixonado por motos e por viagens, ele é um dominador na relação de poder que é o sadomasoquismo e a submissão. Alec fez uma proposta para Dylan


“Vou lhe dizer uma coisa, Dylan, e é a pura verdade. Não há como retratar um estilo de vida de forma acurada se você não entra nele. Tem de experimentá-lo, mergulhar nele. Há muitos componentes – físicos, psicológicos, emocionais -, e todos sobrepostos. É complexo. Por isso é que nós que praticamos gostamos dessas coisas. A complexidade. A intensidade.”

Que para poder descrever sobre esse “mundo” ela deveria entrar nele, participar junto com Alec de seus jogos de poder. Como ma mulher sexualmente aberta, ela concordou.
Aos poucos Alec e Dylan vão se conhecendo. Dylan é uma mulher independente, porem insegura, marcada por uma infância difícil e a trágica morte marcada por uma infância difícil  a trágica morte do seu irmão em um acidente de moto, Dylan é uma mulher vazia, onde relacionamentos não fazem parte da sua vida. Alec também, um aventureiro e um homem dominante, onde sempre se impôs como uma pessoa que não gostava de relacionamentos.
Ambos não sabiam o que era o amor, mas unidos pelo sexo, aos poucos eles foram conhecendo o que é sentir e foram se assustando com isso.
Eve Berlin não mede palavras na descrição de um bom sexo. Luxuria é o tipo de livro para ser lido pausadamente e ser apreciado a cada segundo.

“Ele puxou-a para perto enquanto conduzia pelo salão. Ela não conseguia perceber tudo, a atividade ao redor dela. Estava apenas ligeiramente consciente dos corpos seminus ou pelados presos às cruzes, aos quadros de submissão ao lado das colos dos homens e mulheres dominantes nos sofás de couro vermelho ou ajoelhados. Havia corseletes, coleiras e algemas. Cordas, arreios e longas e brilhantes correntes. Tudo aquilo lhe parecia adorável e excitante.”

Luxuria não é apenas um livro de sexo. Ele é também a descoberta do amor entre um casal, duas pessoas se permitindo compartilhar.